domingo, 24 de julho de 2016

Genoma do mexilhão dourado: ciência e primeiras recompensas!


Não há nada mais importante para dizer nesse post do que MUITO OBRIGADA!

Hoje venho aqui escrever sobre os primeiros resultados científicos de uma encantadora longa jornada; a jornada para sequenciar o genoma do mexilhão dourado!!

Nesse post aqui, de alguns meses atrás, comentei que o genoma mitocondrial do mexilhão dourado estava pronto e que iríamos homenagear os primeiros 37 colaboradores com o batismo dos genes!

(Não sabe o que é um genoma mitocondrial? Clique aqui!)

Pois bem, nós enviamos um e-mail a cada uma das 37 pessoas, e batizamos os genes com os nomes que elas escolheram! O nome dos homenageados está gravado para sempre na história da ciência do estudo dessa espécie: incluímos os batismos nos Agradecimentos do artigo científico que foi publicado!

O artigo está aqui! Infelizmente ele é pago. Mas tentem baixar sem custos através deste link aqui! Se não, nós podemos enviar uma cópia para qualquer pessoa que estiver interessada em lê-lo! É só escrever um e-mail pra gente!

Vale à pena comentar o quanto foi emocionante trocar e-mails com os nossos colaboradores! Muitos deles escolheram homenagear alguém ou algo que lhes era caro!
Houve homenagens:

1-) à família, ND5 Macaubasimões

2) à outros cientistas brasileiros: CYTB Santos Dumont,

3-) ao samba brasileiro: tRNA (Asn) samba-aspartato 

4-) à cachorrinha de estimação: tRNA (Asp) Ai Luana

5-) à neta recém-nascida: ND6 ELISPEdM ! O Luiz deseja que a neta se interesse pela ciência quando crescer! Lindo batismo!!

6-) ao personagem do Jules Verne em 20000 Léguas Submarinas: tRNA (Arg) Nemo

7-) aos nossos povos nativos: tRNA (Ser 2) Pirepanaçara  que do Dicionário Nheengatu Tupi significando: Aquele que faz trocas de mercadorias ou objetos.


8-) à divulgação científica brasileira: tRNA (Leu2) ScienceBlogsBR



 E tantas outras homenagens maravilhosas!




Confira abaixo todas as homenagens na seção de Agradecimentos do nosso artigo!





À todos vocês, que tem nos ajudado a desenvolver esse trabalho, o nosso MUITO OBRIGADA!

Os colaboradores que doaram mais do que R$100,00 vão levar ainda uma ilustração personalizada, como essa feita para homenagear a neta do João!!








GENOMA DO MEXILHÃO DOURADO: O QUE ACONTECE AGORA?


O primeiro consenso do genoma nuclear do mexilhão dourado, que possui 1,6 bilhão de letrinhas A, C, T, G já está pronto! Nesse momento, estamos vasculhando esse consenso à procura dos genes, os blocos codificadores da vida! Entender o código e o funcionamento desses genes vai nos permitir compreender melhor porque o mexilhão dourado é uma praga tão violenta! É nesse consenso também que procuraremos os alvos, que podem ser genes ou regiões não-codificantes, para testar ferramentas biotecnológicas de controle! 

Assim que a exploração pelos genes estiver completa, o que deve acontecer nos próximos meses, você vai ouvir falar de nós! Eu, Marcela, vou vir aqui contar para vocês o que nós achamos e entendemos sobre a biologia molecular do mexilhão, e batizaremos os tantos genes nucleares necessários para homenagearmos todos os nosso colaboradores!

O que eu posso dizer até agora para vocês é que o quebra-cabeça do genoma do mexilhão dourado foi muito complexo de montar! A mesma complexidade foi encontrada no genoma de outras espécies de bivalves que são parentes do mexilhão, como a ostra da pérola, e essa dificuldade exige que os cientistas que trabalham com essas espécies usem uma vasta gama de ferramentes e de técnicas de sequenciamento para conseguirem completar a montagem do consenso do genoma! E foi exatamente esse o caminho que eu percorri durante esses 3 anos de doutorado! 

Estamos muito orgulhosos desses trabalho tão desafiador e tão importante para a ciência brasileira! Não somente estamos entendendo melhor mais um genoma animal, que nos permite estudar os mecanismos moleculares da vida, como também estamos construindo o mapa que vai nos guiar no caminho contra a infestação do mexilhão dourado!!

Continuamos trabalhando... 

Amanhã é segunda feira! Amanhá é dia de mexilhão, e eu estou feliz.

Obrigada!


                                      Trabalhando no genoma do mexilhão dourado durante o doutorado sanduíche em 
                                Berlim no Berlin Center for Genomics in Biodiversity Research (BeGenDiv)


2 comentários :

  1. Ai que delicia Ma!!! Quero ler o artigo... vou te mandar um email :) Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Eu chorei de emoção. Serio. Parabens, Marcela!

    ResponderExcluir